Vacinação contra pneumonia amplia público alvo e cobertura vacinal

04_banner-home_coff

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) ampliou a indicação de público alvo para vacinação contra pneumonia e a cobertura contra a doença ganhou estímulo para prevenção em todo o país. E deve mesmo ser assim.

A pneumonia é um risco, especialmente para idosos e crianças, mas a circulação do vírus envolve ameaça de outras doenças. A vacina pode ser usada em dose única, que garante proteção para toda a vida.

Segundo a infectologista Luciana Sgarbi, docente da Famema e responsável pela clínica Provacinas, as pneumonias são a quarta causa de morte, perdendo apenas para cardiopatias, Acidentes Vasculares Encefálicos – AVEs e acidentes.

Assim como em outros casos de prevenção, a cobertura oficial ainda não é plena, mas avança seguindo procura do público pelo setor privado. A rede pública oferece cobertura contra pneumonia para aqueles em situações de riscos, em tratamentos imunossupressivos, como combate ao câncer e HIV.

A rede privada oferece cobertura para espectro maior de pacientes. Até setembro de 2016 a vacina era indicada a pessoas acima de 50 anos e jovens abaixo dos 18.

A partir de 03 de outubro a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a extensão de Pneumo 13 para a faixa etária de 18 a 49 anos dada a frequência da doença.

“Agora a imunização pode ser feita em crianças a partir dos dois meses de idade até idosos sem limite”, explica Luciana Sgarbi.

A vacina estimula reação do corpo e imunização contra o pneumococo, uma bactéria responsável por doenças como pneumonia, além de meningite, e casos de sepses e otites graves.

Para mais informações ou contato com a equipe da PROVACINAS, acesse a página da Provacinas no facebook www.facebook.com/provacinas ou entre em contato com a clínica na Av. das Esmeraldas, 2899, telefone (14) 3433-0268 ou (14) 3433-2423.

24/04/2017 as 10:06h por: Redação do Giro Marília

Deixe uma resposta