Indicada para todos, vacina contra gripe vai muito além da campanha oficial

post_03_provacinas_h1n1

Após 20 anos de campanhas oficiais de vacinação e um susto coletivo causado pelo vírus influenza H1N1 no ano passado, a temporada de prevenção contra gripe começa nesta segunda e já atrai público de todas as idades, muito além dos alvos da vacinação pública.

A vacina terá nova rodada de imunização gratuita na rede pública de saúde para público específico protegido na campanha. E já está disponível em clínicas particulares para todo público.

“A contaminação pelo vírus influenza, diferente dos resfriados comuns, é uma situação que compromete o individuo e pode ter implicações graves. Tanto que as campanhas oficiais fazem prevenção para crianças, idosos, gestantes e acometidos por alguma doença crônica”, explica a infectologista Luciana Sgarbi, docente da Famema.

A vacina distribuída na rede oficial cobre três tipos de vírus. Na rede privada, em clínicas particulares, já estão disponíveis vacinas que cobrem até um quarto tipo e ampliando a proteção.

As campanhas e casos da doença serviram para formar uma nova mentalidade em que o público não despreza mais a doença e nem trata gripe como doença banal. Isso porque a contaminação pode produzir quadros graves, especialmente em crianças e idosos, mas também criam transtornos em situações sociais e econômicas.

Ela explica que a vacina contra a gripe é atualizada anualmente por causa da variação no tipo de vírus em circulação. A partir de 2017 a prevenção ganhou ainda mais controle da Organização Mundial de Saúde.

“Importante lembrar que pacientes imunodeprimidos podem e devem receber a vacina, uma vez que ela é segura e eficaz.”

Luciana Sgarbi, que dirige em Marília a Clínica Provacinas, explica que a cobertura oficial atende o público com maior risco de complicações, mas que a vacina é eficiente e indicada a todas as faixas, de crianças a partir dos dois anos até idosos sem limite.

“Todos que podem, devem tomar a vacina. Muitas pessoas já entendem que mesmo público diferente do alvo das campanhas oficiais oferecem risco de contaminar familiares, ambientes de trabalho, salas de aula.”

Para mais informações ou contato com a equipe de Luciana Sgarbi, acesse a página da Provacinas no facebook www.facebook.com/provacinas ou entre em contato com a clínica na Av. das Esmeraldas, 2899, telefone (14) 3433-0268 ou (14) 3433-2423.

17/04/2017 as 11:08h por: Redação do Giro Marilia

Deixe uma resposta